Radio Harmonia realiza a cobertura da inauguração da UPA Sapiranga
“Senhoras e senhores, boa tarde. Nesse dia lindo, maravilhoso onde a brisa vem lá do Morro, do Morro Ferrabraz. Senhoras e senhores, se essa prefeita já é alegre, feliz e faceira, imagina com essa obra sendo entregue à comunidade. Mas, ainda é preciso fazer alguns elogios. Ainda é necessário alguns aplausos. Gostaria que vocês aplaudissem a escola de carnaval, está aqui o Valter a representando, parabéns Valter pelos prêmios que tem recebido. Ao Valdir Klein, gostaria que você composse aqui a frente conosco. Se o transporte urbano desse município ainda não parou é pela coragem que estas empresas têm. Porque estas empresas estão assumindo a defasagem, mas estão cumprindo com aquilo que me prometeram, de não parar. E que assim seja. Gostaria também de agradecer a presença da Unidos da Assembleia de Deus de Novo Hamburgo, que muito tem orado por Sapiranga. Meu muito obrigado por estar aqui conosco. Obrigado ao padre Jacó que com certeza vai deixar suas bênçãos, ao meu vice-prefeito, Jairo Renner, ao representante do governo do estado, ao deputado Renato Molling, ao presidente da Câmara representando todos os vereadores desse município. Ao Emerson Leite, inegavelmente, a ti, a tua atitude e ao teu ato de coragem, grandeza, e através de ti, pela tua honestidade, pela tua capacidade, cumprimentar todos os secretários que aqui estão. Vocês também são corajosos junto comigo. A prefeita não está sozinha, ela está bem acompanhada. Assim como as diretoras e professoras e toda a comunidade que aqui está. Mas, é preciso lembrar também que estou acompanhada do vice-prefeito. Muito obrigado por estar aqui conosco. Meu muito obrigado à imprensa que aqui está, às rádios. Meu muito obrigado. Madre Tereza de Calcutá já dizia. “O maior remédio é o otimismo. A maior satisfação é o dever cumprido. A força mais potente do mundo é a fé. A mais bela de todas as coisas é o amor.” E foi por amor, que na sexta-feira quando cheguei aqui na UPA para conferir como estava, essa beleza, esse prédio feito pela Mão Certa e na pessoa do Darci Leão, eu agradeço a responsabilidade que vocês tiveram de construir essa maravilhosa obra. Recebi muito carinho dos funcionários que estavam ajustando os últimos detalhes da UPA 24 Horas. Me receberam carinhosamente. Muito obrigado prefeito Waldir Dilkin, de Estância Velha, por estar aqui conosco. Todos os prefeitos foram convidados, deixou todos os seus afazeres, e está aqui conosco. Nessas pessoas que citei, agradeço toda a equipe da Secretaria da Saúde, querido secretário, porque eles estavam felizes. Eles têm amor pela profissão. Eles tem carinho pelo que fazem. Bem disse o secretário, não é o prédio físico material. Queridos servidores, por favor, o atendimento a essa comunidade. Essa comunidade merece, porque essa comunidade acorda cedo e faz Sapiranga e paga nossos salários. Devemos isso a essa comunidade que acorda cedo. Meu muito obrigado a todos os funcionários. O secretário Emerson me disse, “prefeita a senhora leu a piada que estava em um veículo de comunicação do Município”. Disse que não, que havia acordado cedo, feito minha oração, mas que não tive tempo ainda de ler os jornais. E como dizia um político que era amigo meu. Era. Ele sempre dizia que baixinha é paviu curto. Mas, não é que seja isso. É questão de coerência, de lealdade com os funcionários. Hora, pessoa energúmena. Vai debochar em qualquer outro lugar. Menos do nosso trabalho aqui. Aqui não! Aqui ninguém mais debocha ou faz piadinha desse município. Caso contrário, não leio mais esse veículo de comunicação. Ou esse senhor não mora em Sapiranga? Mora, sim! E um dia pode precisar da UPA como qualquer um de nós. Todo mundo acha a cidade X ou a cidade Y bonita. Agora, quando plantamos 7 mil flores, aí as pessoas ficam postando bobagens na internet, mas não têm coragem de botar o nome como nós políticos colocamos a cara a tapa. Por isso que eu digo que são pessoas energúmenas que não constroem. Pessoas que não têm fé e Cristo no coração. É com satisfação e com alegria, querido deputado Renato que sou prefeita hoje desse Município. Represento toda uma sociedade. Porque eu vim de lá, do meio do povo. Eu nasci em berços pobres. Eu sei o que é parar na fila do INSS, ser mal atendida, mal recebida e voltar para a casa cabisbaixa, porque o teu irmão estava doente e tu não tens o atendimento que merecia. É por sofrer na carne que eu tive a coragem, junto ao secretário da Saúde e da Fazenda, que me deu todo o respaldo para hoje abrir essa Unidade de Pronto Atendimento.” Fonte: Jornal Repercussão
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!